07 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
5/08/16 às 17h52 - Atualizado em 3/07/19 às 11h14

CONHEÇA O CRUZEIRO

COMPARTILHAR

A ocupação do Cruzeiro ocorreu em 1955 nas terras da Fazenda Bananal (área desapropriada para a construção da nova capital) para abrigar funcionários públicos do Rio de Janeiro transferidos para Brasília. Em 1958, começaram as primeiras construções de casas geminadas para receber esse pessoal.

Concebido como parte do Plano Piloto, o Cruzeiro foi fundado em novembro de 1959. A equipe de Lucio Costa foi responsável pelo projeto urbanístico do local e do nome inicial, Setor de Residências Econômicas Sul (SRES), atual Cruzeiro Velho. No final dos anos 1960, o setor vizinho, o Cruzeiro Novo, deu nova conformação ao desenho urbano, habitado por funcionários do GDF e da iniciativa privada. No decênio seguinte, com a implantação da Área Octogonal Sul; o setor ganha, então, uma nova configuração.

Em 1988, o projeto Brasília Revisitada concebeu o Setor de Habitações Coletivas Sudoeste (SHCSW), criado, em 1989, como parte do Cruzeiro.

A Região Administrativa do Cruzeiro foi criada pela Lei nº 049 em 25 de outubro de 1989, que a definiu como RA XI por desmembramento da RA I – Brasília.

Em 06 de maio de 2003, uma nova configuração é dada ao Cruzeiro, que por desmembramento de área, perde os Setores Sudoeste/Octogonal, compondo a Região Administrativa XXII, pela Lei nº 3.153/2003.

A Região Administrativa do Cruzeiro encontra-se dentro da Poligonal de tombamento do Plano Piloto e desde 1992 é considerada Patrimônio Histórico e Artístico da Humanidade, conforme prevê o Decreto-Lei no 25 de 30/11/37, e a Portaria nº 314 de 08/10/92, do atual Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), do Ministério da Cultura.

A região é formada pelas áreas urbanas do Cruzeiro Velho e Cruzeiro Novo com uma população urbana estimada, para 2016, em 33.539 habitantes

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros